“O que você faz?” Como responder quando você está desempregado

Adecco - 02 de maio de 2016

Quando você está desempregado, a pergunta “O que você faz?” pode começar a ser desconfortável.

3781

Maio é o mês do trabalhador, mas queremos falar também com quem passa pela fase do desemprego. Se você está a algum tempo buscando por um emprego, é normal que alguém pergunte “o que você faz?”. Essa pergunta pode lhe trazer algum desconforto, mas não deixe que isso te incomode a ponto de evitar encontros sociais por receio deste tipo de questionamento.

Lembre-se que o sentimento gerado por essa pergunta é principalmente devido à imagem que nós nos fazemos diante da situação, então o primeiro passo a ser feito é superar os próprios preconceitos e lembrar que esta é apenas uma fase e que ela não lhe define; sua personalidade, interesses e habilidades são o que realmente falam sobre o que você é. Assim, mesmo quando você estiver desempregado, não se esqueça de seus pontos fortes: você é amigável? Dedicado? Alegre? Trabalhador? Independente do momento ruim profissionalmente, essa é a hora de ressaltar suas características mais positivas e trazê-las à luz de tudo!

Perceba também que a grande maioria das pessoas já passou por períodos de desemprego, de modo que este pode se tornar um bom motivo que faça com que você compartilhe deste momento com outras pessoas, adquirindo dicas e se preparando para o futuro através de troca de experiências. Então, para começar, mude suas atitudes, junte-se a cada evento social de modo que você possa conquistar novos contatos e ampliar seu networking.

É importante que você construa um discurso convincente sobre você, faça um resumo atraente sobre suas qualidades e interesses profissionais. Cuide de sua aparência e se vista sempre adequadamente a cada ocasião (a maneira como nos portamos é nosso cartão de visita).

Além disso, é essencial que você consiga inverter o humor negativo e superar a auto-piedade que eventualmente possa estar sentindo diante da situação atual. O otimismo, segurança e bom humor facilitam e muito a conquista de um novo emprego. Assim, quando perguntado “O que você faz?”, mostre-se seguro de si e se apresente profissionalmente. Você não tem que responder ou mencionar um trabalho específico, mas explique sobre quais são as suas competências, seus pontos fortes e as suas expectativas.

Finalmente, nestes períodos em que você se sente desmotivado, recomendamos que você tome o tempo para se preparar adequadamente para cada evento e grupo de pessoas. Se necessário, ensaie possíveis temas de conversa, como filmes, livros, ou ainda economia, política ou temas da atualidade – afinal, você precisa estar a par dos acontecimentos.

Entrar em sintonia com o mundo reforça as suas atitudes positivas e isso irá gerar novos relacionamentos e oportunidades de emprego. Não desista, faça sua parte!